Pubvet

Pesquisar por

em

E-mail

Senha

Pubvet, V. 5, N. 18, Ed. 165, Art. 1112, ISSN 1982-1263, 2011

Uso de pó secante na cura e secagem do cordão umbilical de leitões

Visualizações: 1564

Anexo: Clique aqui para visualizar o artigo

Carolina Fonseca Osava1*; Robson Carlos Antunes2; Camila Alves Machado1;Leonardo Gomes Carrazza1; Thaís Gomes Carrazza3; Alan Diego de Paula Garbin3
 
¹  Mestrando do Programa de Pós Graduação Mestrado da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia.
² Docente Doutor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia.
3   Médico(a) Veterinário(a) Autônomo(a).
*Autor para correspondência: Avenida Pará nº 1720, Bairro Umuarama, CEP: 38400-902, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.
 
Resumo
O objetivo do trabalho foi avaliar o uso do pó secante e do iodo na secagem e cura do cordão umbilical de leitões recém nascidos. Foram utilizadas 56 amostras do cordão umbilical de leitões recém-nascidos, sendo 13 coletadas logo após o nascimento dos leitões, 22 no tratamento A, os quais foram envolvidos com pó secante, e no B, em 21 amostras foi utilizado iodo a 10%. Em ambos os tratamentos, as coletas foram realizadas 20 e 24 horas após o nascimento e manejo dos leitões. As análises para medir as porcentagens de umidade de cada amostra foram feitas no Laboratório de Nutrição Animal da Universidade Federal de Uberlândia utilizando o método de secagem em estufa à 105º C por 8 horas e, posteriormente os dados foram jogados em uma fórmula para determinar as porcentagens de umidade. O cordão umbilical ao nascer apresentou 91,83% de umidade, as análises às 20 e 24 horas após o nascimento no tratamento A apresentaram diferenças estatisticamente significantes em relação as do tratamento B (P<0,05). No tratamento A, observou-se que 20 horas após o nascimento, a umidade caiu para 24,80% e após 24 horas para 18,15% de umidade, já no B encontrou-se 28,37% às 20 horas pós nascimento e 26,75% às 24 horas. Conclui-se que o uso do pó secante foi eficiente para a cura e secagem do cordão umbilical de leitões após 24 horas do nascimento.
Palavras-chave: Cordão umbilical. Leitão. Pó secante. Umidade.
 
Use of powder drying in curing and drying of the umbilical cord of piglets
 
Abstrat
The objective was to evaluate the use of drying powder and iodine in the drying and curing the umbilical cord of newborn piglets. We used 56 samples of umbilical cords of newborn piglets, and 13 samples collected shortly after the birth of piglets, 22 in treatment A, which were involved with powder drying, and B, 21 samples, which was used iodine to 10 %. In both treatments the samples were collected 20 and 24 hours after birth and piglet management. The analysis to measure the percentage of humidity of each sample were made at the Laboratory of Animal Nutrition, Federal University of Uberlandia using the method of drying in the oven to 105 º C for 8 hours and then the data were played on a formula to determine the percentages humidity. The umbilical cord at birth had 91.83% moisture, the analysis at 20 and 24 hours after birth in treatment A showed statistically significant differences in those of treatment B (P <0.05). In treatment A, we observed that 20 hours after birth, the humidity dropped to 24.80% after 24 hours and to 18.15% moisture, as in B was found 28.37% at 20 hours after birth and 26 75% at 24 hours. It is concluded that the use of drying powder was effective for curing and drying of the umbilical cord of piglets after 24 hours of birth.
Keywords: Umbilical cord. Piglet. Powder drying. Humidity.

Informações Bibliográficas

Conforme a NBR 6023:2002 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), este texto científico publicado em periódico eletrônico deve ser citado da seguinte forma: OSAVA, C.F. et al.Uso de pó secante na cura e secagem do cordão umbilical de leitões. PUBVET, Londrina, V. 5, N. 18, Ed. 165, Art. 1112, 2011. Disponível em: http://www.pubvet.com.br/artigos_det.asp?artigo=999. Acesso em: 24/04/2014.

Votar neste artigo Visualizar impressão

Sobre o autor

Leonardo Gomes Carrazza

Médico Veterinário - Estudante de Mestrado em Ciências Veterinárias - Produção Animal na Universidade Federal de Uberlândia - UFU.

Fale com o autor

Cadastre-se em nosso sistema e receba nossas edições semanais. Preencha os campos com seus dados:


Nome:

E-mail:

Profissão:

Desejo cancelar o recebimento

Pubvet

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinárias e Zootecnia.

Clickweb Agência Digital